Mosaico Docente – Prof. Dr. Ismar Capistrano Costa Filho

Da apropriação cultural para a interculturalidade

Apropriação cultural é um conceito utilizado, pelo menos desde a década de 1960, principalmente, nos Estudos Culturais Britânicos, originados no Centro de Estudos de Culturas Contemporâneas da Universidade de Birmingham, através de autores como o britânico Raymond Williams e o jamaicano Stuart Hall. O conceito também é largamente operacionalizado nas investigações de História por pesquisadores como o inglês Peter Burke e o francês Michel de Certeau. Apropriação, como o último define é o ato de tomar os artefatos, costumes e comportamentos de outro grupo cultural como seu. É uma inevitável circulação que demonstra não haver pureza cultural. Todas as culturas possuem, mesmo com significados e usos diferenciados, elementos de outras. Assim as culturas se constituem híbridas, como afirma o antropólogo argentino Nestor Garcia Canclini, ou mestiças, como denomina o filósofo colombiano Jesús Martín-Barbero. Stuart Hall, por exemplo, defende que a intensificação do hibridismo antecede ao processo de globalização do final do século XX. Para ele, a colonização europeia acentuou o inevitável encontro e mistura das culturas.

Mosaico Pedagógico – Profª Drª Andréa Araújo de Vasconcellos

Relato de experiência na carreira docente

Em fevereiro/2014 passei no concurso para Professor Efetivo do Curso de Odontologia da Universidade Federal do Ceará, Campus de Sobral, para a área de Prótese e Oclusão, com carga horária de 20h/semanal. Tive a oportunidade de, junto aos outros professores da área, ministrar aulas para os alunos do 5º ao 10º semestre, no período de 2014 e 2015, e ainda de orientar Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) e participar de várias bancas avaliadoras. Como o concurso não exige Dedicação Exclusiva, fui convidada para coordenar o Curso de Aperfeiçoamento em Prótese Fixa com duração de 1 ano, no Instituto Cearense de Especialidades Odontológicas (ICEO), onde formamos 4 turmas. Lá, tive a oportunidade de ministrar aulas teóricas, atividades de prática laboratorial e extenso atendimento clínico com pacientes, e foi minha primeira experiência de assumir a coordenação de um curso de Pós-Graduação. Nesse contexto, além de estar à frente do curso, participei da dinâmica de organização de cronograma, relação de materiais para laboratório e clínica, organização com os pacientes e acompanhamento de todos os casos clínicos.

Diálogos Didáticos – Profª. Drª. Mariana Monteiro Xavier de Lima

A prática do Trabalho Integrado no Curso de Design

Profa Mariana

Profª. Drª. Mariana Monteiro Xavier de Lima
Professora do Departamento de Arquitetura e Urbanismo
lima.mmxavier@gmail.com

A proposta de realização de Trabalhos Integrados (TIs) está prevista no Projeto Pedagógico do Curso de Design da UFC e faz parte de um conjunto de estratégias empregadas pelo corpo docente para a estruturação e desenvolvimento do curso. A integração contempla os eixos curriculares criando oportunidade para a síntese e para a abordagem interdisciplinar do conhecimento construído por meio das disciplinas. Isso se dá por meio de um problema cuja resolução exige a aplicação do conteúdo abordado em um mesmo semestre, resultando em um trabalho que é objeto de avaliação comum entre todas as disciplinas envolvidas.

Mosaico Pedagógico – Profª Drª Emanuelle Kelly Ribeiro

O estudante de Design-Moda da UFC e seu olhar sobre a produção artesanal

A observação da relação estabelecida entre designers e artesãos no contexto das intervenções voltadas para o desenvolvimento e atualização do artesanato no interior do Ceará gera uma série de questionamentos sobre o tipo de formação que vem sendo dada aos designers responsáveis por aplicar as metodologias de design na produção artesanal.

A partir de entrevistas realizadas com estudantes do curso de Design-Moda ao longo do ano de 2016, pode-se perceber que há, ainda, muita incerteza sobre a prática das intervenções no artesanato.

Mentores de Docência – Profª. Drª. Bernadete Porto

(Postado originalmente no Blog em 14.07.2013 em Mentores de Docência)

Em 2011 a CASa/UFC criou um espaço de homenagem aos Mentores de DocênciaNestes encontros, os docentes que atuam na UFC indicam e homenageiam os professores que marcaram positivamente suas vidas. Nestes encontros os Mentores homenageados compartilham suas histórias narrativas biográficas, inspirando uma ação docente comprometida e transformadora.

Mas o que é ser Mentor?

Bernadete Porto, professora da FACED/UFC que participou da criação destes encontros, nos fala sobre “ser mentor”.